domingo, 7 de abril de 2013

VIDAS



Um comentário:

Anônimo disse...

Olá Canga, muito prazer em retornar ao seu blog e ler esta obra de Pedro Du Bois.
Uma expressão incandescente refrescada pelo prazer da alma que a declama.
Gostaria de oferecer aos seus leitores este resumo de obra e propor-lhes o questionamento seguinte:
Estará aí a verdade? Há semelhanças com o poder estabelecido localmente? Ou falta-nos a percepção? Abraço.

http://projetophronesis.com/tag/platao/

Carlos Eduardo