quarta-feira, 30 de junho de 2010

Tijoladas derruba provedor no Canadá

A explicação para a saida do blog Tijoladas do Mosquito do ar foi o excesso de tráfego.
Segundo o engenheiro brasileiro responsável pelo blog, a direção do provedor no Canadá acusou excesso de acessos em um só blog (só ontem foram mais de 69 mil ) e pede mais 100 dólares por mês para colocar o blog no ar.
Neste momento o mosquito está negocindo com o provedor e logo o blog volta ao normal.

Dentro de instantes o Tijoladas volta no seguinte endereço:

Tijoladas fora do ar

O blog Tijoladas do Mosquito que denunciou em primeira mão os estrupradores de uma estudante de 13 anos, aqui em Florianópolis, está fora do ar.
Segundo e-mail que recebi agora teria sido censurado pela NET:

Amilton, o que ocorreu com o site que eu não estou visualizando, esta dando site corrompido, teve alguma coisa a ver com a RBS?

Aguardo resposta.
Jonatas JP

canga .... confirmado ...
quem tem net nao consegue mais entrar no site do mosca.......
essa é a msg ....

Ops! Este link parece estar corrompido.
Sugestões:
•Ir para www.­tijoladasdomosqu­ito.­
com.­br
•Pesquisar cgi sys suspended page em www.tijoladasdomosquito.com.br

Olá, Canga, boa tarde!
Estarrecido com a situação relatada ontem no blog do Mosquito e tb no teu, fui atrás de maiores informações e tb espalhei pros meus contatos esses absurdos, assim como faço com outras matérias interessantes. Porém, o que mis me chamou a atenção hoje foi saber que o blog do Mosquito foi tirado do ar!!! Caramba, Canga, até quando vamos ter que lidar com esse tipo de censura? Até quando a liberdade de expressão vai ser sufocada pelos que detêm, de forma ilegal, o poder??? Estou chocado, puto, indignado, irado e me sentindo um idiota completamente desprovido do mínimo poder que possa fazer a diferença neste mundo injusto em que vivemos...
Estou com vontade de vomitar, sinceramente....q nojo!
Abraço, Canga, e boa sorte pra não fecharem o teu blog tb,


Colégio Catarinense divulga nota sobre caso de estupro

Senhores pais de alunos e comunidade:

Como é do conhecimento dos senhores pais de alunos e da comunidade, estão sendo veiculados pela internet e atribuídos ao Colégio Catarinense uma série de fatos e situações. Fatos gravíssimos, não só pelo seu aspecto criminal, como pela tentativa de atingir a imagem desta instituição de ensino.
As inverdades veiculadas pelo “grupo de mães”, escondidas no anonimato, ao acusar irresponsavelmente o Colégio Catarinense, parece que tem o intuito de denegrir uma imagem construída durante mais de um século, com imensuráveis serviços prestados à educação de crianças e jovens de Florianópolis e Santa Catarina. O fato principal, fora do alcance do Colégio, envolveu adolescentes que não são seus alunos. Repudiamos a covarde acusação e esperamos que as autoridades tragam à luz os fatos e a verdade.
O Colégio Catarinense manifesta à família da adolescente, vítima deste triste episódio, sua solidariedade. Aos pais de nossos alunos, o colégio confirma o compromisso de continuar educando para valores humanos e cristãos, disponibilizando para isso recursos humanos, didáticos e materiais adequados.
Mais uma vez, esta Instituição de Ensino agradece a solidariedade e a confiança.

Atenciosamente.
Direção Geral

Pinho Moreira tem filiação cassada por PMDB nacional

O PMDB nacional cassou a filiação de Eduardo Pinho Radial Moreira acabando com a sua pretenção de ser candidato a vice na chapa de Raimundo Colombo ao governo do estado.

Além de comunicar a caçassão ao Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, a executiva nacional determinou abertura de processo, com base no Código de Ética, contra o ex-governador.

A razão de tamanha agressividade foi o "passe de muleta" que Pinho deu no PMDB catarinense e no nacional ao renunciar a candidatura a governador em favor do DEM.

Mal entendido

Ponto de Fronteira

Para quem estiver em Porto alegre esta aí um ótimo programa para a noite de 9 de Julho na Livraria Cultura do Bourbon Shopping Country.
O lançamento do CD Ponto de Fronteira do músico Leonardo Ribeiro. Gaúcho de Quaraí, amigo e conterrâneo, Leonardo viveu muitos anos na França e outros países da Europa e tocou com grandes músicos brasileiros e europeus.
Seu primeiro disco, o long play Eu e meu coração, foi produzido pelo jornalista José Antonio Ribeiro (Gaguinho), seu irmão, que na época era sub-editor chefe do Diário Catarinense aqui em Florianópolis.

RBS invoca Código do Menor e Adolescente para tirar nome de estuprador da internet

O Diário Catarinense, jornal do grupo RBS, publicou nota invocando o Estatuto do Menor e do Adolescente na tentativa de proteger os nomes de menores que estupraram com requintes de crueldade e sadismo uma estudante de 13 anos.
O caso que já ganhou o nome de Monstro da RBS tomou conta da internet e está sendo reproduzido em blogs e sites de relacionamento. O envolvimento do filho de um dos proprietários da RBS, a sessão de sevícia foi em sua casa, e de uma menina de escola tradicional da cidade é o fator principal da propagação da notícia.
Ontem a tarde o estupro era assunto em aulas e salas de professores de todas as escolas da Capital.

Em diálogo com outro estudante o S.O.S assume o crime e se vangloria de "comer" quem ele quiser". O bate-papo está circulando na internet e foi feito através do microblog http://www.forming.me/zinhoz de autoria de S.O.S. já retirado da WEB.

Leia mais aqui.

Vereador covarde agride jornalista

Do Comunique-se:

O vereador Lourivaldo Rodrigues de Moraes (DEM), conhecido como "Kirrarinha”, agrediu a repórter Márcia Pache, da TV Centro-Oeste, retransmissora do SBT em Pontes e Lacerda (MT). O vereador saia do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC), na manhã desta segunda-feira (28/06), onde foi indiciado por esbulho possessório e denunciação caluniosa.

Ao questionar se o vereador poderia falar com a reportagem, a jornalista foi agredida. “Eu nem cheguei a fazer pergunta. Fui parar a um metro de onde estava, caí e bati a cabeça. Eu levantei muito rápido porque fiquei indignada, queria que ele percebesse o que tinha feito”, contou.

Ao se levantar, a repórter contestou: “Eu estou trabalhando, vereador. O senhor não tem vergonha pelo que acabou de fazer?”. A agressão foi gravada pela equipe de reportagem. Leia mais. Beba na fonte.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Esse Negão...

O fotógrafo Paulo Dutra manda a prova de que a Vuvuzela sempre existiu. Não tem porque reclamar, diz ele!

Denúncia de estupro faz blog ultrapassar os 20 mil acessos em poucas horas

O polêmico blog Tijoladas do Mosquito ultrapassou a marca das 20 mil visitas poucas horas após ter denunciado o estupro de uma aluna do Colégio Catarinense. A menina de 13 anos foi violentada por colegas e um ex-namorado todos com 14 anos pertencentes a famílias de classe alta de Florianópolis.

O envolvimento de S.O.S, filho de um dos proprietários do grupo RBS e de B.M. filho de um delegado de Polícia gerou comoção na cidade principalmente entre alunos e pais de alunos das grandes escolas da cidade.

O assunto andava pela internet sem muitos detalhes e pessoas de outras cidades já comentavam o crime. Eu mesmo recebi um telefonema de Blumenau onde o meu interloctor dizia que na cidade o crime era "o comentário do dia" principalmente nas escolas tradicionais.

O envolvimento de pessoas de classe média e alta em crimes na maioria das vezes fica sem repercussão na imprensa mas cai no conhecimento público. Todos falam nomes e sobrenomes mas a imprensa normalmente silencia. A Justiça, geralmente atrelada e dependente desta imprensa, cumpre seu papel de lerdeza e arrasta os processos até que prescrevam e caiam no esquecimento público. Normalmente estes crimes acabam impunes e os culpados são enviados ao exterior para estudar e retornam quando tudo já foi esquecido. É assim que acontece.

Porém, o surgimento da internet e das novas mídias como os canais de relacionamento (orkut, facebook etc.) mudaram o poder das empresas que dominavam a informação. Isso está acontecendo agora, neste momento, quando uma enorme quantidade de blogs e pessoas estão publicando detalhes sobre o crime.

Este foi o caso do assassinato do colunista social Norton Batista da Silva morto a tiros, na noite de 15 de julho de 1989, no Centro de Florianópolis por um grupo de rapazes de classe alta e marginais. A imprensa agiu de forma parcial, sonegando informação e protengendo os assassinos. Principalmenteu porque um dos envolvidos era filho do proprietário do jornal O Estado onde Norton trabalhava.

Passados 20 anos do Caso Norton a RBS resolve revolver o assunto e publica matéria sobre o crime e a impunidade, porém sempre escondendo o nome dos envolvidos.

Como agirá a imprensa catarinense neste caso da menina do Colégio Catarinense? Praticará o corporativismo midiático protegendo os nomes dos envolvidos mesmo tendo entre eles o filho de um concorrente ? Esconderá o crime por ter sido praticado por alunos da escola mais tradicional de Florianópolis?

RBS desenterra Caso Norton 20 anos depois. Durante esse tempo todo silenciou protegendo o nome do seu concorrente Jornal O Estado. Leia abaixo matéria do DC:

12 de julho de 2009
CASO NORTON

Crime sem castigo
Assassinato de colunista social da Capital completa 20 anos quarta-feira, quando autores ficarão impunes

Na próxima quarta-feira, os assassinos do jornalista Norton Batista da Silva morto a tiros, na noite de 15 de julho de 1989, no Centro de Florianópolis, poderão ir para a frente de uma delegacia, estender uma faixa ou gritar em alto e bom som que são os responsáveis pela morte. No máximo, serão ouvidos e percebidos pelas pessoas. Como assassinos, estarão livres.

Policiais não poderão agir, pois 20 anos depois, a prescrição do crime prevista no artigo 109 do Código Penal assegura a eles a impunidade.
Um dos casos mais rumorosos da crônica policial catarinense, ocorrido na Avenida Hercílio Luz, no coração da Capital, entrará para a lista dos crimes impunes. Dentro da lei, se fosse condenado, o autor poderia pegar até 30 anos de cadeia. Leia matéria completa aqui.


segunda-feira, 28 de junho de 2010

Campeche: a bola da vez das construtoras

Recebi do fotógrafo Jackó, morador do Campeche, esta mensagem onde fala sobre a explosão de grandes empreendimentos imobiliários no bairro. Mais interessante ainda é a denúncia que faz sobre contrução de prédio escondido atrás de tapume de 3 metros sem nenhuma placa de licenciamento.

Canga,

É visivel que as construtoras locais e de outros locais escolheram a Praia do Campeche para o investimento em novos empreendimentos. Depois que Cacau badalou que o Campeche é a praia da moda as obras não param de pipocar. Chegaram primeiro as construtores de pequeno porte e agora chegam as grandes como Rodobens e Cota. Só esqueceram da tal mobilidade urbana, que só fica no discurso pois não vislumbro nada na cidade neste sentido.
A ligação Sul da Ilha/ Centro é uma piada. O trevo da Seta vai atender somente a elite que desloca-se diariamente até o aeroporto. Nós da periferia vamos continuar com as filas que não param de crescer pois cada vez novos moradores estão fixando moradia por aqui. As construtoras só querem faturar e não tem nenhum compromisso com a qualidade de vida dos que chegaram primeiro e enganam os futuros proprietários.
Um exemplo é o Condominio Essence da Rodobens na Avenida Campeche. O empreendimento vai ter dez blocos com quatro andares. Duas ruas após, no sentido Lagoa, vários prédio estão sendo construídos. Agora nas nossas barbas uma construtora comprou um enorme terreno que faz lateral com a Rua da Nicota e planeja fazer algo semelhante. O que estranha que esta Construtora cercou todo o terreno com tapumes de 3 ms e até agora não colocou nenhuma sinalização dos licenciamento legalmente exigidos. Ma as obras de estaqueamento seguem em ritmo alucinador. Provavelmente os mesmos temem alguma mobilização dos moradores do entorno com a hipótese de um embargo legal. O que mais intriga é que a Prefeitura deve ter liberado o empreendimento sem ao menos exigir um recuo mínimo na Rua da Nicota cuja largura não deve ser superior a 05 metros, pois permite somente a passagem de um carro, por vez. O mais agravante que nos fundos existem uma área disponível que faz frente ao mar (próximo do Bar do Seu Chico) que deve ser mais que o dobro em área, cujo único acesso é a Rua da Nicota. Imagine o cenário de um emprendimento da magnitude do Essence cujo acesso é uma servidão estreita. Fiz algumas fotos destes empreendimento que ilustram bem o que estou narrando. Não esqueçam que a Avenida Campeche não possui calçadas, nem ciclovia. Tente trafegar a pé ou de bicicleta no verão pela avenida. É risco de vida iminente. Além disso estes prédios provavelmente não possuem garagem suficiente para os moradores e visitantes. Adivinhe onde os carros vão parar. Provavelmente na rua. E a coleta de lixo e entrega do gás? Onde os caminhões param? Ao longo da estreita Avenida Campeche. Agora imagine o caos que será quando todas as áreas disponíveis entre a Avenida Pequeno Príncipe e Lagoa Pequena forem edificadas com prédios e condomínios, sabendo que pela precariedade do transporte coletivo, todas as famílias dispõe de pelo menos dois veículos. Já encaminhei denuncia ao CREA a respeito da obra sem a placa dos licenciamentos e já fiz contato comalguns moradores da Rua da Nicota para uma mobilização e se for necessário para embargo da obra.
Jacko Surf Photos deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Campeche: a bola da vez das construtoras": Não tenho nenhuma objeção que todos tenham seus negócios e tenham sua rentabilidade garantida de seus investimentos. O que estou questionando são os aspectos de mobilidade urbana, qualidade de vida que atinge não somente o Bairro mas também o Sul da Ilha. Provavelmente este cidadão que fez o comentário deve ser um dos novos moradores do Bairro e não deve ter nenhum compromisso com o mesmo. Tente sair ou chegar no Campeche entre 7:00 e 20:00 e vc terá esta resposta. As Construtoras tem uma parcela de culpa sim ou vc acha que todos são anjinhos. Vá nos Ingleses e veja ao vivo, vá na antiga estrada do Itacorubi e veja o que se construi por ali em uma estrada onde se um carro estacionar dois não passam. Temos muitos exemplos na cidade para o digníssimo cidadão que provavelmente deve estar por aqui a pouco tempo. Primeiro lugar indique a região e a zona do seu título de eleitor, para podermos avaliá-lo quanto aos seus compromissos com este município. Eu ainda prefiro 100 residências unifamiliares a um prédio com duzentos e cinquenta apartamentos.

Jackson da Silva (Catarinense cidadão de Florianopolis desde 1973 e morador do Bairro Campeche desde 1984)

L.F.W. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Campeche: a bola da vez das construtoras": É realmente revoltante o que as construtoras estão fazendo, instalando empreendimentos de alto padrão na região fazendo com que moradores nativos aumente consideravelmente seus capitais com a valorização enorme que esta região teve depois da instalação destes empreendimentos. Outra coisa que devemos culpar as construtoras por empregar cerca de 70% dos trabalhadores devidamente registrados na grande Florianópolis e com salários tão baixos que inclusive ultrapassam até mesmo muitos profissionais de nível superior. Também vamos culpar estas construtoras por terem de pavimentar, calçar, tratar todo esgoto e ampliar as redes elétricas e telefonia existentes, fazendo desta forma o serviço que a empresas responsáveis deveriam fazer (PMF,OI, Casan, Celesc, etc). Todo o crescimento e progresso deve ser viável e também controlado, não podemos nos esquecer que além de nós, existem outras pessoas que desejam morar bem, ou fixar residência onde bem entenderem e pensamentos egoistas "As construtoras só querem faturar e não tem nenhum compromisso com a qualidade de vida dos que chegaram primeiro e enganam os futuros proprietários." devem ser ignorados. Muita informação chega até nós de forma distorcida, e antes de publicarmos ou a passarmos para alguém devemos verificá-la, como já foi até mesmo publicado no jornal local que esta obra é do "Supermercado Angeloni" informação totalmente errada. Finalizando eu discordo completamente do Jackó.

Ass.: Luiz Fernando Weiller, morador do Campeche!

Amiguito

Adios Chile y Bielsa !

Recebi no msn esta frase do meu amigo Facundo Alori, filho de um amigaço de Montevidéo, no momento em que o Brasil fez o tereceiro gol contra o Chile. Disse que vamos nos encontrar nas semi-finais. Hummm....

Tijoladas denuncia estupro de menor e divulga carta de mães do Colégio Catarinense

O Tijoladas acaba de receber essa carta de "mães de alunos do Colégio Catarinense"

Caros leitores,

Estamos nos dirigindo a vocês, por ser nosso único meio de comunicação ainda livre de controle da informação falada e escrita, especialmente para o nosso caso de Florianópolis onde o domínio é total pela RBS que controla tudo.

Somos um grupo de mães do tradicional Colégio Catarinense de Florianópolis. É de conhecimento geral de que se trata de um colégio no qual estudam os filhos das famílias mais tradicionais, influentes e ricas de nossa Cidade, ou seja, a chamada “elite” Florianopolitana. Neste momento em que escrevemos isso estamos profundamente envergonhadas, pois este colégio está se tornando uma escola formadora de alunos pedantes, arrogantes, sem escrúpulos, sem noção do que é certo ou errado, pois esta escola está travestida de uma impunidade para os atos de seus alunos de pais influentes.

- Já não bastassem que há anos existam drogas circulando pelas dependências da escola, trazidas e servidas pois filhos de pais influentes;

- Já não bastassem que há anos acontece de tudo nas dependências da escola, como cheirar, fumar todos os tipos de fumo, transar, bater e intimidar os mais fracos;

- Já não bastassem as gangues famosas do Catarinense ameaçando os próprios alunos que não fazem parte, ou andando pela cidade ameaçando alunos de outras escolas, ou nas baladas cantando de galos, ou lutando entre si até sangrarem como já apareceu na TV;

Leia matéria completa noTijoladas.

C.A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Tijoladas denuncia estupro de menor e divulga cart...": E agora Sr.Dono de Delegacia, que atende pelo nome de Jornalista Prates! Vai levar esse menor ESTUPRADOR p/ a tua delegacia? O Cacau vai denunciar? Vao colocar na CBN a cada uma hora? E o pior é que o Minist.Público nao vai fazer nada;a polícia muito menos, já que tem filho de delegado envolvido no ESTUPRO. Já sei o que vai acontecer: voces, tu e o Mosquito, serao processados pelo dono da RBS, o ESTUPRADOR será vítima de difamaçao e finalmente, conseguirao algum juiz p/ calar voces. Parabéns pela coragem de voces, tua e do Mosquito, pq os outros, sao uns cagoes, e esperam ansiosos um empreguinho na RBS...Alo Hélio Costa !

Faturando com ambulâncias doadas

O que fazem várias ambulâncias estacionadas em frente ao Centro Administrativo no Saco Grande?
Qual o objetivo do governador Leonel Pavan em deixar as ambulâncias paradas lá?
Lugar de ambulância é em hospital e transportando necessitados e não na vitrine do governador Pavan.
Estão se exibindo em frente ao Palácio Barriga Verde desde o dia 25. Esses caras faturam em tudo até em ambulâncias doadas ao estado.
Uma vergonha!!!

sexta-feira, 25 de junho de 2010

A fara do Tribunal de Contas vai de vento em popa


Tribunal de Contas de Santa Catarina já fez provisionamento para pagamento de R$ 13 milhões para 30 funcinários que teriam ficado fora da grande maracutaia do Auxílio Moradia. Imoral e ilegal!
A bolada toda chega a R$ 28 milhões e teve conselheiro que recebeu, ou está recebendo, mais de R$ 800 mil. A lista com o nome dos agraciados com esta loteria, com o nosso dinheiro, existe e é uma gracinha. Semana que vem a gente se fala novamente.

L.O. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A fara do Tribunal de Contas vai de vento em popa": Primeiro, não é fara, é farra e das boas; segundo, este montão de dinheiro não vai para os bolsos dos funcionários não. Vai para "magistrados e suas pensionistas, quando o sujeito já virou 'de cujus' e, magistrados entenda-se por conselheiros, aqueles sujeitos de notório saber jurídico e reputação ilibada que em 'mamar' nas tetas do donheiro público. Infelizmente, os funcionários não foram convidados para a farra do dinheiro público, que aliás, até hoje ninguem sabe de onde vem tanto dinheiro que se paga como sendo de atrasados.
Como diz o mané, me exclua fora dessa. Sugiro chamar o Capitão Nascimento e sua tropa de elite para dar um jeito nessa vergonha

C.A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A fara do Tribunal de Contas vai de vento em popa": Quem fiscaliza o tribunal de Contas???
Deus!!! Mas parece que estes covardes esqueceram-se do que lhes foi ensinado em sua infância

Brasil empata com Portugal em jogo medíocre. Seleção não tem plano B !!!

Dário: ave de arribação cumpre seu destino

Como todos já sabiam, o prefeito Dário Berger usou a prefeitura de Florainápolis apenas como trampolim político. Conhecida ave de arribação Dário, junto com o seu PMDB, conseguiu enganar um monte de incautos e eleger-se prefeito para depois abandonar a cidade.
Se você acha que ele se deu mal por ter perdido a prévia para o outro enganador Pinho Radial Moreira está enganado. Ficará sem mandato mas a Casvig ganhou um banco do governo Lula. Se deram bem. A família Berger saqueou a cidade e agora a abandona. Gostaria de ver a cara dos palhaços que trouxeram esta gente para Florianópolis.
Veja notinha esclarecedora que saiu no Temperos & Apimentadas

Cique que aumenta.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Um dia sem Globo


A atitude de Dunga de não permitir entrevista exclusiva acertada entre a Globo e Ricardo Teixeira gerou uma série de fatos e grande repercussão na internet. A Globo se vingou em editorial no "Fantástico" queimando técnico e seleção.

Dentre os assuntos mais comentados no Twitter nesta segunda-feira (21), a frase "Cala boca, Tadeu Schmidt" era líder absoluta -- superou até a antecessora "Cala Boca, Galvão", que liderou por dias seguidos os Trending Topics.

E não parou por ai. Em apoio ao técnico da seleção brasileira, os twiteiros lançaram o "DiaSemGlobo", que será nessa sexta-feira, quando o Brasil vai jogar com a seleção de Portugal, no encerramento da primeira fase da copa.

Baita tabela !

Clique aqui e veja uma tabela da Copa de verdade!

Sinuca de bico

Fotógrafo Paulo Dutra me colocou numa sinuca. Manda duas fotos e pede que eu escolha a melhor torcida: Holanda ou Dinamarca.
Difícil né Paulo?

Buenos Aires para iniciados



Nem me lembro exatamente em que contexto fomos parar lá. Meus amigos falavam deste lugar, eu queria mesmo é ter ficado no jazz do Ladran Sancho, onde um baterista cotó fazia com meio braço o que eu jamais seria capaz de fazer com meus dois membros inteiros. Saímos no auge da Jam session, fui de má vontade. Quando chegamos, olhei para a porta sem características marcantes de Sarmiento 4006 e continuei com má vontade. Subi a velha escada de ferro e amaldiçoei minha sorte. Nessa noite, não pagamos os dez pesos da entrada. Jorgelina , professora de tango da casa, e hoje minha amiga, veio nos liberar na porta. Fui devagarzinho pelo tapume e tive certeza de abrir uma cortina. Mas, essa cortina, conforme comprovei inúmeras vezes posteriores, nunca existiu.

A Catedral do Tango fica num velho galpão de construção original de 1880, no coração do bairro de Almagro. Já foi uma leiteria, silo de soja, açougue e finalmente o que é hoje: um dos melhores lugares de tango e chacarera da cidade, segredo bem guardado, mistura de underground com ponto turístico.

Com teto de 12 metros de altura, chão de madeira antiga, meia luz avermelhada, salão generoso, decoração impressionante, a Catedral do Tango parece o filho hibrido de Almodóvar, Fellini e Kubrick. Contam que o enorme quadro de Gardel (praticamente um outdoor) durante os tempos de gripe, ganhou uma enorme máscara também. Metáfora bem representativa do que é o lugar. Um templo que trata como religião o tango.

Do Conexaobuenosaire's Blog. Leia mais deste texto primoroso e sobre o lugar maravilhoso. Clique aqui.

Virson deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Buenos Aires para iniciados":
Que maravilha esse video, a melodia desse tango com a intensidade das grandes milongas, a dança simples, sem frescuras acrobáticas. Obrigado pelo presente, Canga.
abs.
Virson

Dunga em "Um dia de fúria"

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Paixão pela morte

Já havia estado no famoso cemitério de Montparnasse, Paris, onde estão enterrados famosos de todas as áreas das artes. Das artes plásticas, filosofia a música. Estão lá de Sartre a Serge Gainsbourg. Achei os "prédios" até bonitos, com esculturas grandes e vários estilos arquitetônicos.
Porém a visita que fiz ao cemitério da Recolleta, bairro chic de Buenos Aires, me deixou de cara!
A suntuosidade dos mausoléus e a grandiosidade das esculturas são algo descomunal.
Última morada (e que morada! Os caras moram muito bem!) de ricos e famosos da Capital Argentina, o cemitério da Recolleta é único no mundo. Atração imperdível para qualquer turista, o cemitério conta a história da vida política e mundana da Argentina.
Mas tudo na Argentina, de alguma forma, se explica pela morte e pela referência exacerbada aos mortos. Um culto necrófilo que se transforma em recorrente exercício da história Argentina.
O roubo das mãos do cadáver de Juan Perón (três vezes presidente) e o desaparecimento do corpo de Eva Duarte Perón (Evita) por 15 anos são dois casos emblemáticos da cultura portenha.
Em 1987 o túmulo de Perón foi profana e suas mãos arrancadas por deconhecidos.
O que se segue depois é um grande mistério que até hoje alimenta histórias fantásticas tipo de que alguém precisasse de suas impressões digitais para abrir um cofre a um castigo maçônico, passando por uma vingança da Logia Propaganda 2 (P2).

Com Evita foi pior ainda. O corpo da Mãe dos Descamisados incomodava os militares golpistas que temiam uma peregrinação popular ao seu túmulo. Contrabandearam o corpo em segredo para um cemitério na Itália onde permaneceu com nome falso por 15 anos sob custódia do Vaticano.

Em 29 de maio de 1970, durante a ditadura do general Juan Carlos Ongania, o assuntpo do corpo de Evita voltou à tona publicamente, no momento em que um grupo armado desconhecido seqüestrou o general Pedro Eugenio Aramburu. O grupo justificou o seqüestro alegando que Aramburu havia planejado o golpe contra Perón, e o roubo do corpo de Evita.

O general foi julgado e executado por seus seqüestradores.

"O corpo de Aramburu somente será entregue quando o corpo de Evita for restituído", anunciou o grupo em comunicado. Em 17 de novembro de 1974, menos de duas horas antes da chegada do avião com o corpo de Evita, um caixão com o corpo de Aramburu foi encontrado dentro de uma van abandonada na capital argentina.

Fim de tarde e do outono no Delta do Tigre (Buenos Aires)

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Fim de tarde e do outono no Delta do Tigre (Buenos...": Mis perros locos ainda perambulavam pelas cercanias? Les

terça-feira, 22 de junho de 2010

Congelando movimentos

Ator que encontrei em San Telmo, Buenos Aires. O cara era incrível. Congelava movimentos que lembram personagens de comerciais norte-americanos da década de 40 e dos comics de Will Eisner o criador do Spirit.

Luisa

Minha neta Luisa aos quatro meses desfilando modelito primavera/verão naFrança. Fiquei sabendo hoje que descobriu as mãos e os pezinhos e adora brincar sozinha. Um arraso!


Bar Kriado agora tem blog

Recebi agora do meu amigo Nei, ex-proprietário do famoso Bar Kriado de Blumenau o seguinte recado:

Canga minha neta acabou de montar esse blog do Kriado, tomei a liberdade de incluir uma foto tirada onde estava eu vc e Gisa. Como não somos profissionais acho que tem muito a melhorar, mas o objetivo é encontrar os clientes daquela época, para uma viagem no tempo.Com tua ajuda poderemos contar mais sobre Blumenau e os amigos daqueles tempos. Espero que tu e Gisa gostem.

Assim começou...
O porão da casa tinha sido uma fabrica de urnas mortuárias, estava abandonado, sujo de lama das enchentes, enfim um local insalubre mais muito bonito que foi recuperado para as instalações da Ki Kriei. Depois das enchentes de 1984 ,aceitando sugestões e também por necessidades financeiras, resolvemos transferir o que restou da loja para a parte superior, e deu-se o inicio das atividades do Bar Kriado. Vistite o blog do Nei do Kriado e saiba mais da história do bar.

Lili deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Bar Kriado agora tem blog":
Que maravilha esta idéia do Nei.
Saudades da Nossa Casa né Canga?!
Muitas histórias....
Lili

Lá vem eles de novo

...cada vez mais caras-de-pau: D'brega'S Drama Band em mais um capítulo do dramalhão "Uma novela sem fim", desta vez no Rancho do Maneca, no dia 25 de junho, sexta-feira, às 22h30! Com sua costumeira irreverência, os dublês de atores e músicos sobem ao palco novamente armados do repertório mais divertido dos últimos tempos para contar os desatinos do triângulo amoroso que envolve Suzete, Walldisney e Madame Cy, apimentado pela presença do oitavo elemento, Reginaldo Moacir, e dos estranhos coadjuvantes Beto Carinhoso, Email, Montanha e Carminha Valadares.
Evidentemente, contamos com a participação essencial e especial do público para decidir os rumos dessa (nem tão) prosaica história de amor, porque, com a D'brega'S, quem define o final são vocês, os nossos coautores prediletos.

domingo, 20 de junho de 2010

Sorte no jogo e no amor!

São 5:28hs da manhã e estou chegando do cassino Puerto Madero. Peguei um táxi às 11 da noite e seguir para o Cassino do Hipódromo de Palermo. Aquele que o outro taximetrista me disse que é coisa de Las Vegas.
Acabei sendo convencido pelo motorista a conhecer o Cassino de Puerto Madero, el Barquito, que fica dentro de dois barcos vapor, tipo aqueles do Mississipe.

Puerto Madero lá vamos nós!
É impressionante o que se faz para atrair as pessos para o jogo. A atmosfera "atemporal", luz indireta artificial, tapetes coloridos, tudo muito colorido e um mar de máquinas.

O som das fichas caindo no metal sempre sugere que alguém tirou a grande.
Bem, já conheço este ambiente e adoro. Vou sem relógio. Mas ficamos surpresos quando resolvemos voltar ao hotel e percebemos que havíamos ficado 6 horas dentro do paraíso da perdição.

O bom da história é que ganhamos, por incrível que pareça, duas vezes na mesma máquina. A única que conseguimos para jogar pois as outras estavam ocupadas e assim continuaram até a hora que saimos.

Dei dois tranco de 20 mil fichas que totalizaram 40mil fichas. Na saída ainda arrisquei um tiro na roleta que agora já estavam com suas mesas mais descongestionadas. Tiro n'água!

Votamos para casa cantando. Tirada a viagem e mais uma boa sobra.
Ficamos felizes e contrariando o velho ditado que diz: sorte no jogo azar no amor!

Ficou bom pracas.
Ahahahahasta!

sábado, 19 de junho de 2010

Caros leitores...

...não existe coisa que eu mais goste do que compartir minhas alegrias e prazeres da vida com os meus amigos. Vocês já devem ter percebido que sempre que viajo tento passar a vocês leitores minhas emoções e descobertas. Compartilhar esses bons momentos. Dividir de alguma forma essas sensações me faz feliz. Não teriam nenhum sentido para mim se fossem individuais.
Bem, dito isso (ehehe) gostaria de me desculpar por não estar conseguindo postar em tempo real minhas peripécias aqui em Buenos Aires.
Não estou encontrando tempo, tal a intensidade do lance!
Quando viajo faço amizades o tempo todo, conheço pessoas, converso com todo o mundo, caminho e descubro as cidades em tempo integral. Dormir se torna um martírio pois tenho a sensação de estar perdendo alguma coisa. "Dormir es morir" me dizia sempre um amigo uruguaio anarquista.
Tem esse cara, indiano acho, que vive sem comer a alguns anos. Até acredito, mas sem dormir não conheço ninguém.
Agora mesmo estou cheio de coisas para contar, sobre o passeio ao Delta do Tigre, ao cemitério da Recoleta...e não encontro tempo. Tenho que sair para conhecer o cassino de Palermo que, segundo um taximetrista, é coisa de Las Vegas.
Na volta conto pra vocês quanto ganhei.
Hasta!

Manual de Sobrevivência de um brasileiro durante a Copa na Argentina

Excelente manual do Conexãobuenosaire's Blog:

Vira e mexe alguém me pergunta como é ser brasileiro durante a Copa do Mundo na Argentina. Eu só consigo me lembrar de uma expressão que dizia um chefe meu toda vez que acontecia algo muito grave, mas ela é imprópria para este blog. Ontem, meu editor do site www.traducirargentina.com.ar, Mariano Gárcia, me perguntou: “Como é a vida de inimiga infiltrada?” Meu bem, eu sou a Mata Hari do futebol!

Leia tudo bebendo na fonte.

Uma noite...de sexta (já no desaniversário)


Quando acreditei que tudo nesta noite estava terminado. Que nada mais iria me surpreender, de repente, ao chegar no hotel, aconteceu!

Saí de um show de jazz e tango no Centro Cultural Torquato Tasso em San Telmo. A dica veio por e-mail da jornalista Gisele Teixeira do blog Aquí me quedo. Assistimos dois músicos fantásticos: Luis Salinas e Leopoldo Federico. Teatro pequeno, 200 pessoas no máximo, acústica impecável com ambiente extremamente aconchegante.

Fizemos reserva e chegamos uma hora antes. Fila pequena, éramos os únicos brasileiros no lance. Entramos e fomos encaminhados par uma mesa com quatro cadeiras. Ao sentarmos fomos informados que teríamos de compartilhar a mesa com mais duas pessoas. Isso me incomodou. Quando fui falar alguma coisa o rapaz disse:

- és el sistema de la casa.

Nunca se sabe "quem vem para jantar" mas fazer o quê?
Logo chegou um casal para sentar conosco. Como cavalheiro que sou, levantei e ofereci a cadeira para la señora.
Nos apresentamos, falei que éramos brasileiros e o Ruben (esse era o nome do meu futuro amigo) falou:

- Somos argentinos. Então é só não falar de futebol que ficará tudo bem.

Pôrra! Já senti ali uma pequena falta para cartão amarelo. Afinal eles estão com 6 pontos. Duas vitórias. Sei, claro, ainda nos falta um jogo. Bem, não falamos de esportes em geral. Começamos pelos nomes, de onde somos, filhos, netos (Vantagem nossa. Eles tem três filhos e nem projeto de netos).
Resulta que o casal era de Santa Isabel, uma pequena cidade da província de Santa Fé. Conversa vai, conversa vem e eu já estava com sede. Propus então, já que tinhamos que compartilhar a mesa que compartilhásemos um vinho.
Pedimos um cabernet sauvignon de La Linda, cave de Alícia Arizu que vem a ser a esposa do produtor do Luigi Bosca um dos excelentes vinhos produzidos hoje na Argentina.

Após os shows tomamos mais um vinho e a emoção começou a aflorar. Estávamos emocionados com a apresentação da orquestra de Leopoldo Federico. Quatro violinos, dois celos, um piano de cauda e quatro bandoniões.
Quando tocaram La Cumparsita, para encerrar, me disse Ruben:

- Este es el hino del tango!

Aí é pra matar!
Charlamos
mais um pouco e o papo caiu inevitavelmente no futebol. Amigos que estávamos, tudo eram gentilezas e alegria. De repente, uma daquelas promessas que faço "na festa" e depois tenho que correr atrás para cumprir:

- Se a final for entre Brasil e Argentina vamos a Santa Isabel para assistir com vocês.

Imediatamente nos ofereceram a sua casa para ficarmos, que segundo eles ficou grande demais depois que os filhos cresceram e se foram morar em Rosário.
Nos despedimos, caminhamos algumas quadras nas ruas de paralelepípedos de San Telmo até encontrar um táxi.
Passamos no Walker (pub/restaurante ótimo na nova peatonal da Reconquista) para comer algo e fomos para o hotel.
Eram 2 e meia da manhã. No lobby tem um bar com um belo balcão. A Gisa subiu e acabei travando uma conversa com um recepcionista da noite. Ele estava com dois livros na mão.
Um de poesia. Me disse que era de um guri que veio da Espanha e escreveu a sua biografia em versos. De La Coruña, era. Peguei o livro, Memórias de um Rosto na Escoltilha, dei uma olhada e achei bem interessante. Ele começou a me falar sobre o personagem e a ler alguns poemas. Ouvi com atenção e de repente ele não lia mais e recitava os poemas como se fosse o proprietário das letras, das palavras dos versos.
Perguntei como sabia tudo de memória.

- Porque esse personagem sou eu.
Respondeu.
Bem, pedi a saideira e subi. Ganhei um livro autografado e estou me deliciando com as poesias de Francisco Lópes Santos. Um poeta. Um amigo.

Sobre a alegria do futebol brasileiro


Voltado hoje a tarde de Puerto Madero falei ao taximetrista (como dizia meu pai) argentino que achava que a final da Copa será entre Brasil e Argentina.
Ele afirmou com convicção passional que será entre os dois grandes rivais latinoamericanos. E aí fez uma confissão:

- Adoro ver o Brasil jogar. Independente da rivalidade Brasil Argentina. Adoro o futebol brasileiro. Entendo tudo do esporte. Só não entendo como o Brasil tem um técnico tão mesquinho que proibe seus jogadores de nos divertir com o futebol alegre dos brasileiros.

A reclamação era sobre a não inclusão de Ronaldinho na seleção. Chamou dunga de mesquinho, freio de mão puxado e que o Brasil e o futebol brasileiro não mereciam um técnico desses.

Pois agora?

Do Ige para o Bonson

Homenagem emocionante do artista plástico Ige D'Aquino ao nosso querido Bonson. Ige enaltece o domínio do Bonson sobre a "arte maldita".

Singela homenagem ao grande ser humano, aquarelista incomparável, meu amigo Bonson.Neste momento, minhas lágrimas, gostaria q. fossem a água que molhavas o pincel.
Ige D'Aquino

“O RESTO PODE!”


Por Edison da Silva Jardim Filho
No dia 14/06/10, segunda-feira passada, Eduardo Pinho Moreira renunciou à candidatura a governador pelo PMDB e aceitou compor, como candidato a vice-governador, a chapa do DEMO encabeçada pelo senador Raimundo Colombo. Essa decisão, anotou a imprensa, surpreendeu o meio político de Santa Catarina e de Brasília, nesta fase ainda de pré-campanha eleitoral. Eduardo Moreira assim agiu depois de derrotar o prefeito de Florianópolis, Dário Berger, em um processo de prévias no PMDB, e de ter recebido de seus correligionários políticos, na ocasião, a estrita incumbência de encetar tratativas com os demais partidos visando o preenchimento, na chapa, do cargo de vice-governador e de uma vaga para senador, já que a outra está reservada ao ex-governador Luiz Henrique da Silveira. Foram tantas as vezes em que ele jurou, de pés juntos, que jamais desistiria do seu projeto de ser candidato a governador nas próximas eleições, que é impossível que haja um único eleitor catarinense atento que possa, sinceramente, ainda respeitá-lo. Eduardo Moreira sagrou-se vitorioso nas prévias “vendendo o peixe”- muito fácil, diga-se de passagem- de que os dois governos de Luiz Henrique desprestigiaram o PMDB, alavancando, em contrapartida, os aliados DEMO e PSDB, ao ponto de Raimundo Colombo se eleger senador com uma votação inédita. No caso do DEMO, os governos de Luiz Henrique fizeram muito mais do que simplesmente alavancá-lo: na literalidade, ressuscitaram-no do túmulo, fazendo lembrar a passagem dos Evangelhos protagonizada por Jesus Cristo e Lázaro. O afilhado político predileto do ex-governador Jorge Bornhausen, que a vida toda vem fazendo um esforço impressionante para se parecer, mais do que já é, física e politicamente, com o chefe, mesmo com extensa carreira pública, ainda era um nome desconhecido do eleitorado catarinense. O título pomposo de “senador da República” deu-lhe visibilidade, inobstante a mediocridade acachapante de sua atuação nesses quatro anos de exercício do mandato. Nas prévias, Eduardo Moreira recebeu o apoio do ex-governador Paulo Afonso Vieira, que, como corre nas internas do PMDB, foi alijado pelo então governador Luiz Henrique por pura inveja do prestígio que desfruta junto às bases partidárias e de sua oratória muito mais vibrante. Mas a trairagem dele não poderia ter ficado circunscrita ao plano estadual, em eleições gerais verticalizadas pela disputa presidencial. Em 11 de junho, portanto, três dias antes de sua decisão, Eduardo Moreira esteve em Brasília onde se reuniu com os candidatos à presidência e vice-presidência da República, Dilma Roussef e Michel Temer, tendo conversado, também, com a senadora Ideli Salvatti, que se encontrava internada no hospital Sarah Kubistcheck por problemas crônicos na coluna. Ao retornar, ele anunciou que tinha fechado acordo com o PT e o PMDB nacional, consistente na manutenção de sua candidatura ao governo do Estado e no apoio a Dilma Roussef e Michel Temer. O que aconteceu depois foi classificado pelo sempre parcimonioso Michel Temer como “molecagem”. E olha que essa palavra saiu da boca de um político que é um dos líderes mais notórios do “baixo clero” moral do Brasil!

A verdade é que a “molecagem” do Eduardo Moreira só constituiu-se no ápice de uma imensa fieira delas que, nesta fase de pré-campanha eleitoral em Santa Catarina, foram expostas, sem melindres, diante dos olhos da parcela do eleitorado que ainda consegue se estupeficar com os pináculos de desfaçatez que os políticos são capazes de galgar. Todos os candidatos a governador e seus partidos políticos procurando os outros, para apresentar-lhes os seus projetos personalíssimos e propostas impublicáveis, como as que, seguramente, motivaram a decisão de Eduardo Moreira. Para enganar o incauto eleitorado catarinense, e armar a farsa política e democrática que assistimos à cada eleição, os únicos partidos que estão proibidos de se aproximar, embora completamente iguais entre si e aos demais, são o PMDB e o PP. É bem como diz o animado refrão da música de Tim Maia: “Pode, pode tudo, só não pode dançar homem com homem, e mulher com mulher; o resto pode!”

Tava na hora

Recebi agora do jornalista Carlos Damião:

COMUNICO AOS AMIGOS QUE O BLOG ESTÁ VOLTANDO À ATIVA.
BJ E ABS.

Esta noite...(parte I...e última)


Quando acreditei que tudo nesta noite estava terminado. Que nada mais iria me surpreender, de repente, ao chegar no hotel, aconteceu!

Saí de um show de jazz e tango no Centro Cultural Torquato Tasso em San Telmo. A dica veio por e-mail da jornalista Gisele Teixeira do blog Aquí me quedo. Assistimos dois músicos fantásticos: Luis Salinas e Leopoldo Federico. Teatro pequeno, 200 pessoas no máximo, acústica impecável com ambiente extremamente aconchegante.

Fizemos reserva e chegamos uma hora antes. Fila pequena, éramos os únicos brasileiros no lance. Entramos e fomos encaminhados par uma mesa com quatro cadeiras. Ao sentarmos fomos informados que teríamos de compartilhar a mesa com mais duas pessoas. Isso me incomodou. Quando fui falar alguma coisa o rapaz disse:

- és el sistema de la casa.

Nunca se sabe "quem vem para jantar" mas fazer o quê?
Logo chegou um casal para sentar conosco. Como cavalheiro que sou, levantei e ofereci a cadeira para la señora.
Nos apresentamos, falei que éramos brasileiros e o Ruben (esse era o nome do meu futuro amigo) falou:

- Somos argentinos. Então é só não falar de futebol que ficará tudo bem.

Pôrra! Já senti ali uma pequena falta para cartão amarelo. Afinal eles estão com 6 pontos. Duas vitórias. Sei, claro, ainda nos falta um jogo. Bem, não falamos de esportes em geral. Começamos pelos nomes, de onde somos, filhos, netos (Vantagem nossa. Eles tem três filhos e nem projeto de netos).
Resulta que o casal era de Santa Isabel, uma pequena cidade da província de Santa Fé. Conversa vai, conversa vem e eu já estava com sede. Propus então, já que tinhamos que compartilhar a mesa que compartilhásemos um vinho.
Pedimos um cabernet sauvignon de La Linda, cave de Alícia Arizu que vem a ser a esposa do produtor do Luigi Bosca um dos excelentes vinhos produzidos hoje na Argentina.

Após os shows tomamos mais um vinho e a emoção começou a aflorar. Estávamos emocionados com a apresentação da orquestra de Leopoldo Federico. Quatro violinos, dois celos, um piano de cauda e quatro bandoniões.
Quando tocaram La Cumparsita, para encerrar, me disse Ruben:

- Este es el hino del tango!

Aí é pra matar!
Charlamos
mais um pouco e o papo caiu inevitavelmente no futebol. Amigos que estávamos, tudo eram gentilezas e alegria. De repente, uma daquelas promessas que faço "na festa" e depois tenho que correr atrás para cumprir:

- Se a final for entre Brasil e Argentina vamos a Santa Isabel para assistir com vocês.

Imediatamente nos ofereceram a sua casa para ficarmos, que segundo eles ficou grande demais depois que os filhos cresceram e se foram morar em Rosário.
Nos despedimos, caminhamos algumas quadras nas ruas de paralelepípedos de San Telmo até encontrar um táxi.
Passamos no Walker (pub/restaurante ótimo na nova peatonal da Reconquista) para comer algo e fomos para o hotel.
Eram 2 e meia da manhã. No lobby tem um bar com um belo balcão. A Gisa subiu e acabei travando uma conversa com um recepcionista da noite. Ele estava com dois livros na mão.
Um de poesia. Me disse que era de um guri que veio da Espanha e escreveu a sua biografia em versos. De La Coruña, era. Peguei o livro, Memórias de um Rosto na Escoltilha, dei uma olhada e achei bem interessante. Ele começou a me falar sobre o personagem e a ler alguns poemas. Ouvi com atenção e de repente ele não lia mais e recitava os poemas como se fosse o proprietário das letras, das palavras dos versos.
Perguntei como sabia tudo de memória.

- Porque esse personagem sou eu.
Respondeu.
Bem, pedi a saideira e subi. Ganhei um livro autografado e estou me deliciando com as poesias de Francisco Lópes Santos. Um poeta. Um amigo.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Inimigo público ameaça blogueiro


Vejam a reação atrasada do conhecido meliante Mário Cavallazzi ameaçando o blogueiro Meira Jr. Estou com inveja. Porque só o Meira? Afinal o Cangablog também denunciou as tramóias do facínora. Me ameaça Cowallazzi!!!!!! Estou um pouco longe para sofrer alguma ameaça física. Estou embuenos Aires viajando com o meu dinheiro. Bem ao contrário do costumas fazer. Viajar com dinheiro oriundo dos cofres públicos!

Leiam da denúncia do Meira: O ex-secretário Mário Cavallazzi, uma autêntica ameaça pública, virou ameaçador. Ontem, ligou para o blogueiro para fazer ameaças. Ora, que tipo de carrapato andou mordendo o Cowallazzi? Seria por causa da Árvore da Fortuna? Ou pelo Escândalo Bocelli? Se a sua ira foi motivada por esses vergonhosos episódios, poderia descarregar a sua raiva na justiça. São vários os processos em ele que é réu pela sua participação nos escândalos. Ao invés disso preferiu fazer ameaças. Por quê? Seria por causa da sua viagem à Europa com a assessora jurídica? Os documentos estão AQUI e comprovam a viagem que é de conhecimento público. E paga com dinheiro público!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Torcida barulhenta silenciosa




Coreanos infiltrado...


Bem, hoje foi dia de "ver" o jogo da Argentina contra a Coréia do Sul. Mesmo tendo ido dormir às 3 da madruga acordei às 8 hoje. Só que não me aguentei e, em vez de ficar no hotel vendo jogo, peguei a máquina fotográfica e me mandei pelas cercanias da Corrientes e da Sarmiento para dar uma sentida no clima dos porteños nesta copa. O dia estava maravilhoso. Sol e temperatura de 10 graus.

Ruas desertas, lojas fechadas e um estranho silêncio nesta metrópole fantástica de 13 milhões de habitantes. Não perdia por esperar. Na esquina da Corrientes com a Callau encontrei um café confiteria cheio de gente assistido a partida logo cedo. Andei mais um pouco e...outro café cheio e outro, mais outro...

As ruas mostravam uma cidade fantasma. Porém os cafés, lotados, represavam sonoramente uma energia que explodia a cada gol da seleção de Maradona.
Era uma coisa incrível!

Jovens e velhos, mulheres, homens, ofice boys, gente de terno e de camisetas da Argentina praguejavam a cada movimento errado da seleção. Senti, logo de manhã cedo, a paixão passional deste povo com o futebol. Venceram de 4 a 1. Teves foi incansável. Todo o time jogou um bolão. El Pulga Messi, mesmo sem marcar, foi maravilhoso. Ao final da partida fiquei na rua esperando as carreatas, buzinaços e comemorações com bandeiras e vuvuzelas. Nada! Pouquíssimas comemorações nas ruas.

Mais tarde, dentro de um trem rumo ao Delta do Tigre, escutei de duas senhoras que acharam que não se comemorou como nas outras copas. Debitaram a frigidez esportiva à crise econômica e política que vive o país.

- El pueblo está aplastado

Disse uma delas.

Mais tarde, à noite, vi pela televisão a presidenta Cristina Kirchner acusar a mídia (igual que no Brasil) de dar espaço para a expulsão de hooligans argentinos da Africa do Sul. A quadrilha de torcedores violentos chamadas de "barras bravas" é acusada de fazer parte de uma milícia da presidenta que teria patrocinado um quebra-quebra durante a Feira do Livro, acontecida em maio, no lançamento do livro de um jornalista que denunciava envolvimento da família Kirchner em esquemas de corrupção com empresas públicas.

Tudo igual! É o modelito bolivariano! Só muda o idioma!

Les Paul deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Torcida barulhenta silenciosa":
Primeiro foi na palestra da médica e escritora cubana, no C.C. Borges... intimidaram-na com gritos e ameaças... e ela respondeu serena: por isso saí de Cuba, não sabem falar com quem lhes destoa à opinião e ... muito menos ouvir. E saiu aplaudida. Depois os sequazes de Kirchner barbarizaram em meio a alguns stands da Feira del Libro de Buenos Aires. São encrenqueiros profissionais, pagos pelo Estado. E Chaves agora está treinando nos finais de semana desempregados e donas de casa no uso de pistolas e metralhadoras adquiridas com os caças Sukoi da Rússia. Já são 120 MIL os componentes dessa milícia de blindagem do ditador. Aqui a ameaça é diferente: sindicatos, UNE e MST alimentados por bilionária verba parcialmente legalizada através de manobras legais espertíssimas (pros que mamam), esperando apenas o assobio do chefe pra soltar a malta, digo massa, de manobra nas ruas. Les Paul.

Argentina 1 X 0 Coréia

Explosão de buzinas, vuvuzelas, foguetes e gritos nas proximidades do hotel.

São tão fanáticos pela seleção como nós.

Seleção argentina corre muito e joga um futebol com vontade de ganhar, coisa que a nossa seleção não fez.

Já estou quase torcendo para "los gringos". Impressionante a parcialidade dos locutores argentinos na TV. Torcem desavergonhadamente. Botam o Galvão no chinelo.

Queridos leitores...

...adoro fazer aniversário. Meio século e sete anos é pouco para profissionais. Eu me considero um profissional na arte de viver.
Chegamos em Buenos Aires às 22:30h. Foi o tempo de largar as malas no hotel e sair para a rua. Friozinho básico de 10 graus. Maravilha!
Saimos do hotel já passava da meia noite. Eu pronto para a nigth e a Gisa com um pouco de frio e cansada. Trabalhou o dia todo e tem o péssimo hábito de dormir cedo.

Fomos a um restaurante a uma quadra. Belíssimo. De esquina, prédio antigo com portas dupla de madeira torneada e vidros jateados com motivos florais. Mesas com toalhas e sobre toalhas de linho branco, guardanapos vermelhos extremamente convidativos. Pé direito alto com uma infinidade de quadros e badulaques pendurados nas paredes.
Quatro casais cenavam e conversavam animadamente. Achei que seria ali que brindaria os primeiros momentos do meu aniversário (que chega a se estender por até 30 dias após o 17).

Na chegada do garçon já senti o clima de "fim de noite". Pura intuição. Nos alcançou o cardápio e ficamos um tempo decifrando a carta extremamente detalhada. Como estavamos em dúvida sobre o que comer chamei o mozo e pedi a carta de vinhos.
Ele trouxe e me avisou que deveria escolher a comida pois a cozinha estava fechando. Me senti enxotado da casa. Levantei imediatamente, agradeci e sai.
A Gisa só foi entender a situação quando já estávamos em um táxi a caminho da nova peatonal da rua Reconquista para comer um assado de lomo no Walker.

Ali não tinha toalha de linho mas o atendimento do meu amigo Ruben, o garçon, foi excelente.
Folgou em me ver de volta ao Walker (de Johnnie Walker mesmo) e foi extremamente amável com a Gisa, dizendo inclusive que eu havia prometido voltar lá com "a minha mulher".
A única parte que não ficou bem no figurino foi quando começamos a falar na Copa e eu disse:

-Amanhã temos Argentina e Coréia do Sul, né? Onde compro uma camiseta?

Ele respondeu que em qualquer loja. Que a cidade estava inundada de camisetas da seleção.

- Mas quero uma da seleção da Coréia, respondi.

Aí estragou toda a carne que era para o pastel!
Rimos, brincamos e comemorei os primeiros momentos do meus 57 anos entre amigos.
Já valeu!

Luiz C. Schneider deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...":
Buenos Aires é um cenário perfeito para uma celebração. Mas em época de Copa do Mundo toda cautela é pouca. Parabéns
Schneider

Isadora
Pai!
Feliz Aniversario!!! Ta ficando velhinho ein? Daqui a pouco 60! Assim que te desejamos muita felicidade, SAUDE nesse corpitcho de 30 e sobretudo...juizo, mais juizo! Divirtam-se bastante ai com os gringos. Estamos acompanhando voces pelo blog!
Um beijo bem grande de nos 3!
Te amo!

Ana Laura
Oi papiiiii,
só vim te desejarr um otimo aniversario, aproveita bem buenos airess!!
muitas felicidades nesses teus 57 aninhos HAHAHAH ta velhinho hein, td de bom sempre, mt amor, dinheiro etc etc
espero q tu viva no minimo mais 57 anos asheuiaheuia te amo mt beijao!!!

Dario deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": Aí Canguyta (agora é à argentina).
Belo lugar para comemorar. Aproveitem os dois e sejam felizes aí à beira do Prata.
Quanto ao futebol, a final vai ser Brasil versus nossos vizinhos portenhos. E vai acontecer dentro do teu período de festas.
Abração,
Dario

Gisele Teixeira deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...":
Sérgio, feliz cumple então!!!
Se precisar de algo em Buenos Aires, dá um alo. A programacao do Centro Cultura Torquato Tasso tá show. Hoje e amanha tem Luis Salinas e Leopoldo Federico, este ultimo um bandoneonista de primeira.
http://www.torquatotasso.com.ar/
Aproveite muito.
Forte abraco
Gisele teixeira
giseleteixeira.wordpress.com

Antonio Peres deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...":
Parabéns Canguita, muitas felicidades e com certeza estaremos juntos comemorando este niver nos próximos 30 dias...
Antonio Peres

Canga, je voulais te souhaiter un joyeux anniversaire pour tes 57 ans en esperant que gisa et toi passez un bon sejour a buenos aires,nous esperons vous voir vite .je me suis permis de t ecrire en francais pour te forcer a l etudier,prends soins de toi et garde ta jeunesse,je vous embrasse tous.
Lucho

Isadora deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...":
Joyeux Anniversaire papai, papi e sogro!!!!!!
Poe uma fotinho com a Gisa né!
Gros bisous de nous 3!
Te amo

GANGA
FELICIDADES
E AINDA CELEBRANDO EM BUENOS AIRES
MUITO CHIQUE NOBRE ESCRIBA
ABRAÇOS
FAÇO NIVER TAMBEM DIA 22 DESTE MES.POREM SOU MAIS MODESTO
VOU PARA CAMBORIU
KAKAKAKAKA

PAULO DUTRA

LesPaul deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": Mô Caro amigo
A memória agora bem se alimenta de há pouco mais de um mês, quando por ocasião da Feira do LIvro também corremos as cercanias do Walker. do Matias Downtown e do melhor de qualquer cidade. O Centro Cultural Borges está com nova exposição de quadros, vale uma passada. PARABÉNS e que venha mais um tanto de ãnos de felicidade, pra ti, pra Gisa e pros teus. Votos do amigo Paulão e de toda sua Malta.

Cristiano Olderground deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...":
Parabéns, Canga!! Desejo muitos anos de vida e muita consciência pra que continues com esse teu trabalho fantástico, corajoso e verdadeiro em prol do jornalismo decente, um autêntico oásis em meio ao deserto de informações em que se tornou a "grande mídia". Grande abraço!

Lili deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": Este é o Canga ! De um limão, sempre fazendo A LIMONADA.
Parabéns compadre, que tenhas não só um belo dia de aniversário aí. Sempre nos alegrando com tuas peripécias.
57? nem parece. Cadê o juízo?!
Entonces, só me resta dizer: Feliz Cumpleãnos e aguardar as notícias!
Beijão em vcs.
Lili

Padilha deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": Amigo, Canga! Feliz Buenos Aires no dia de teu aniversário. Concordo com as tuas palavras. Você sabe viver a vida e compartilhar isso com os teus amigos. Abraços e felicidades a você e Gisa.
Luiz Carlos Padilha

Diego Wendhausen Passos deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": Parabéns Canga, muitas Felicidades.
Abraços

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Tijoladas descobre motivo da renúncia de Pinho Radial Moreira

Eleições SC 2010 – Tripla suruba – O custo Moreira – R$ 10.000.000,00 e proteção sobre futuros processos na gestão da CELESC.

Leia mais aqui.

LHS e Pinho Radial Moreira atualizam matéria do Cangablog

terça-feira, 7 de julho de 2009

O projeto do coveiro vai de vento em popa

A bancada pemedebista na Alesc não engoliu a repentina saída de Eduardo Pinho Moreira da Celesc Holding. Nem a bancada nem ninguém. Ou saiu para não se envolver na movimentação em direção à privatização da empresa ou por alguma coisa pior ainda. Ninguém sabe ainda a verdade verdadeira da detonada do Pinho. Sabemos que não é essa que ele e seus defensores declararam na coletiva para a imprensa nesta tarde na Alesc.
Mas o que fica claro é o projeto de Luiz Henrique da Silveira de detonar as principais lideranças do PMDB para, provavelmente, beneficiar o seu maior aliado os Demos.

As ações do maior investidor individual, Lírio Parizotto, colocadas na bolsa de valores renderiam mais de 250 milhões. Um belo caixa para a campanha de 2010.

Já falei sobre o projeto do coveiro do PMDB há tempos aqui no blog e publico de novo agora pela atualidade:

Publicado em 14 de outubro de 2008

O coveiro do PMDB

O PMDB finalmente percebeu que Luiz Henrique tem um projeto individual e que acabou enterrando o partido. Em Joinville decidiram, contra a vontade do "gênio político" liberar a rapaziada para votar em quem achar melhor. Como o PT aqui na capital, ao liberar o voto, acaba ajudando Dário Berger, em Joinville o PMDB acaba ajudando o Carlitos Merss que, a esta altura, já não precisa mais de ajuda. Luiz Henrique depois de aniquilar as três maiores lideranças do PMDB - Mariani (norte), Herneus (Oeste e meio oeste) e Pinho Moreira no Sul, conseguiu perder em todas as cidades pólos das SDRs. Se ferraram geral. De Dionizio Cerqueira a São Miguel do Oeste. De Maravilha a Palmitos. De Itapiranga a Concórdia. De Criciúma a Lages. De Rio Negrinho a Rio do Sul. De Joaçaba a Caçador. De São José a Joinville. Querem mais? É só procurar. Foi o maior fiasco da história política do PMDB. Diminuiram em número de prefeituras e em densidade eleitoral. Perderam nos maiores e médios centros do estado. Ficaram com migalhas. Tudo em função do grande projeto de Descentralização. Luiz Henrique já está sendo chamado de "o coveiro do PMDB". Quem diria!

renato deixou um novo comentário sobre a sua postagem "LHS e Pinho Radial Moreira atualizam matéria do Ca...": Já dizia o nosso querido Jaison Barreto:LHS não é o "Exterminador do Futuro",êle é o "Exterminador do PRESENTE" do PMDB.O partido já era.O único troco que a bancada e os correligionários ainda tem para dar é consagrar,na convenção,P.Afonso o candidato ao senado.Aposentaria o glorioso imperador LH BOCELLI negando-lhe a legenda

L.A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "LHS e Pinho Radial Moreira atualizam matéria do Ca...": Só não entendi essa de citar a Celesc e seu maior acionista pessoa física, o tal Lírio e esse valor de R$ 250 mi.? a participação do grupo de investidores relacionados à ele (da Geração Futuro Corretora) é cerca de 10% da empresa. Como a Celesc vale hoje na Bolsa R$ 1,3 bilhões, 10% disso vai ser R$ 130 mi., daonde aparece um rendimento de R$ 250 mi. gostaria de entender...

De qualquer forma, querer imaginar que estes venderiam todas suas ações, seu patrimônio, para colocar na campanha da turma aqui é demais né?assim perde a credibilidade.

Não tenho nada a ver com essa galera. Mas no caso da Celesc, um choque de gestão, especialmente excluindo a turma política, seria muito bom para o estado, não só para acionistas com esse. Não estariamos citando a Celesc no meio dessa triplice disputa. Isso os deputados não votam, só por um plebiscito rídiculo para decidir nos casos de privatização...

Precisamos fazer investimentos em todas áreas, como segurança, educação e saúde. Porque uma estatal não pode ser lucrativa, e o governo, como acionista, usar sua parcela no lucro para investir?